180268_10151416878307119_1842456411_n.jpg

Menino que vende aí

Ai meu Deus, é arroz do Maranhão

Meu senhor mandou vender

Oi iáiá na pedra de Salomão

sou discípulo que aprendo

Meu mestre me dá lição

Na roda de capoeira, ai meu deus

Nunca dei meu golpe em vão

No dia que eu me aborreço

Dentro de Itabaianinha

Homem não monta cavalo, oi iá iá

Mulher não deita galinha

Quem será que tá rezando, ai meu Deus

Se esqueceu da ladainha

Camará